GMS by Gripmaster

A Gripmaster está lançando no mercado OTR (Off the Road) o GMS, uma solução revolucionária para gestão de operações com máquinas pesadas. A novidade faz parte da estratégia de expansão dos serviços da marca, que quer se consolidar como provedora de soluções inovadoras para operações do mercado OTR em suas áreas de atuação. Presente em 10 países da América Latina, a Gripmaster atende seis segmentos do mercado B2B: agronegócio, portuário, mineração, construção, industrial e florestal. 

 

A solução GMS utiliza uma tecnologia premiada e reconhecida mundialmente, que foi desenvolvida pela Machinemax, empresa parceira do grupo Royal Dutch Shell. Por meio da instalação de sensores inteligentes nas máquinas, guiados por telemetria, o serviço dispõe de quatro modelos de dispositivos, que permitem monitoramento em tempo real como horas operacionais, horas ociosas, distância percorrida, geo localização e mapa que mostra onde ocorre maior intensidade de movimentação. Tudo isso de forma não invasiva sem comprometer a garantia da máquina e possibilitando aumento de até 40% na produtividade da frota. 

Máxima conectividade para aumentar a rentabilidade da sua máquina.

 

Uma das principais características do novo serviço GMS da Gripmaster é a conectividade, já que os dados podem ser acessados de forma simples e intuitiva em tempo real em uma plataforma web. A tecnologia funciona em todos os equipamentos fora de estrada, independente de marca ou modelo.

 

O rápido acesso aos dados coletados em tempo real permite a tomada de decisões estratégicas, além de maximizar a rentabilidade de cada máquina da frota envolvida nas operações.

 

Benefícios do GMS by Gripmaster

Visibilidade: é possível monitorar todas as máquinas sejam elas próprias, alugadas ou contratadas por meio da internet. Basta ter um sinal ativo para acessar os dados via plataforma web.

 

Custo: as horas trabalhadas e as horas ociosas do equipamento podem ser gerenciadas para corte de custos com combustível, manutenção, aluguel e CAPEX das máquinas em operação.

 

Produtividade: é possível identificar gargalos, reduzir tempos de ciclo e otimizar turnos de trabalhos e, com isso, aumentar a produção.

 

Segurança: podem ser evitadas zonas proibidas, operações fora de hora e roubos das máquinas, pois é possível localizar onde estão os equipamentos e quais as rotas que estão sendo realizadas nas operações.

 

Sustentabilidade: gerenciamento mais efetivo da frota que proporcionará aumento na vida útil dos pneus, reduzindo o consumo de matéria-prima e a emissão de CO2 no meio ambiente, por meio da redução do consumo de combustível.

Confira a matéria original aqui. Fonte OnTruck

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.